WhatsApp Marketing para Dentistas

Sem sombra de dúvidas, o WhatsApp se tornou uma das principais ferramentas de Marketing e de comunicação entre clientes e empresas. Para os dentistas, o aplicativo de mensagens também pode ser um excelente canal para que os profissionais e seus pacientes mantenham uma boa relação.

Mas, é preciso ficar atento! O Conselho Federal de Odontologia (CFO) e os Conselhos Regionais elaboraram diretrizes próprias relacionadas a anúncios, propagandas e publicidade.

Neste pacote de regras e penalidades, o uso do WhatsApp precisa ser feito com responsabilidade profissional. 

Portanto, ao mesmo tempo em que se busca bons resultados para o atendimento em clínicas e consultórios com o uso do aplicativo, é necessário observar o Código de Ética do CFO. 

Então, se você quer saber como elaborar boas estratégias de Marketing usando o WhatsApp para dentistas, continue com a gente. 

Por aqui, você vai descobrir o que pode e o que não pode ser feito, de acordo com o Conselho Federal de Odontologia e, ainda, como trazer vantagens para os negócios com o uso do app de mensagens. Confira!

WhatsApp Marketing para Dentistas

Você sabia que o WhatsApp está presente em 99% dos smartphones, no Brasil? Pois a recente pesquisa “Panorama Mobile Time/Opinion Box” apontou que o app de mensagens é o favorito dos brasileiros.

Além disso, o estudo mostrou que 93% dos usuários do WhatsApp acessam o aplicativo pelo menos uma vez ao dia, todos os dias da semana.

Estes dados indicam que o app é muito bem aceito pelos brasileiros e, dessa forma, tornou-se um excelente meio para que compradores e marcas possam se comunicar de maneira ágil e prática.

O uso do aplicativo por dentistas, no entanto, deve seguir as regras determinadas pelo Conselho Federal de Odontologia e as determinações dos conselhos regionais da profissão.

Por isso, é necessário ter bastante atenção quanto ao conteúdo enviado pelo aplicativo e a maneira como ele é feito.

Então, antes mesmo de pensar sobre as estratégias de WhatsApp Marketing, precisamos saber o que é proibido e o que é permitido para profissionais de Odontologia, certo?

Foi pensando nisso que selecionamos as principais diretrizes elaboradas pelo CFO em relação a anúncios, propaganda e publicidade no WhatsApp. Confira!

O Código de Ética Odontológica do Conselho Federal de Odontologia (CFO)

De acordo com o próprio documento do Conselho Federal de Odontologia:

“O Código de Ética Odontológica regula os direitos e deveres do cirurgião-dentista, profissionais técnicos e auxiliares, e pessoas jurídicas que exerçam atividades na área da Odontologia, em âmbito público e/ou privado, com a obrigação de inscrição nos Conselhos de Odontologia, segundo suas atribuições específicas”.

Por esta razão, todos os profissionais citados devem seguir as regulações descritas no código, sob a pena de sofrer as sanções também definidas pelo CFO.

O capítulo XVI do Código de Ética é totalmente destinado à regulação de anúncios, propaganda e publicidade feita por profissionais da saúde bucal – e é a ele que vamos nos ater, por aqui.

Para ter acesso ao conteúdo completo, basta visitar o site do Código de Ética do Conselho Federal de Odontologia.

Logo abaixo, selecionamos as principais informações a que você precisa ficar atento quando o assunto é o uso do WhatsApp por dentistas. Acompanhe!

WhatsApp para Dentistas – o que não pode

Antes de tudo, é necessário mencionar que o CFO, de acordo com o artigo 42 do Código de Ética, proíbe a realização de anúncios, propagandas ou publicidade dirigida ao público em geral por:

  • Técnicos em prótese dentária;
  • Técnicos em saúde bucal;
  • Auxiliares de prótese dentária;
  • Laboratórios de prótese dentária.

Para eles, existe um conteúdo específico no documento do conselho e, portanto, todas as regras que vamos comentar, logo a seguir, são relativas aos demais profissionais de Odontologia mencionados pelo CFO, está bem?

Agora, vamos falar sobre o que o conselho caracteriza como concorrência desleal e desvalorização da profissão.

Para o CFO, no inciso XIV do artigo 44, entram neste comportamento a “divulgação e a oferta de serviços odontológicos com finalidade mercantil e de aliciamento de pacientes”, através de:

  • Cartão de descontos;
  • Caderno de descontos;
  • Mala direta via internet;
  • Sites promocionais ou de compras coletivas;
  • Telemarketing ativo à população em geral;
  • Stands promocionais;
  • Caixas de som portáteis ou em veículos automotores;
  • Plaqueteiros;
  • Entre outros.

Isto é, qualquer atividade feita pelo dentista como anúncio, propaganda e publicidade e que se encaixe nestes tipos de divulgação mencionados acima fere o Código de Ética do CFO.

Sobre isso, o Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (CRO-SP) reforça que o contato feito via WhatsApp apenas pode ser feito com pessoas que já integram a carteira de clientes do dentista.

Afinal, se ele for feito com quem ainda não é cliente do profissional odontológico, será considerado infração ética, sob pena de aliciamento de pacientes e de concorrência desleal.

Outra observação feita pelo CRO-SP é que, no WhatsApp, não é permitida a comunicação de diagnósticos, planos de tratamento, prescrições medicamentosas e promoções, já que ela pode caracterizar ato ilícito.

WhatsApp para Dentistas – o que pode 

Agora, a gente vai entender o que deve e o que pode ser feito na comunicação de dentistas com seus pacientes, via WhatsApp.

Então, em primeiro lugar, é preciso mencionar que o CFO determina, obrigatoriamente, que anúncios, propaganda e publicidade veiculados por profissionais de Odontologia devem conter:

  • Nome da pessoa física ou jurídica;
  • Número de inscrição da pessoa física ou jurídica;
  • Nome representativo da profissão de cirurgião-dentista;
  • Nome das demais profissões auxiliares regulamentadas.

Entre outras recomendações, o Conselho Federal permite ainda a divulgação de dados, como:

  • Endereço;
  • Telefone;
  • Endereço eletrônico;
  • Horário de trabalho;
  • Convênios;
  • Credenciamento;
  • Atendimento domiciliar e hospitalar;
  • Logotipo.

Segundo o CRO-SP, em recomendações diretamente relacionadas ao uso do WhatsApp, o profissional de Odontologia pode usar o app para, por exemplo, “enviar lembretes de agendamento, marcação ou cancelamento de consulta e alterações de horários”.

Então, com base nessas diretrizes fornecidas pelos conselhos federal e regionais, vamos trazer dicas para a elaboração de estratégias de Marketing com o uso do WhatsApp por dentistas. Veja!

Dicas para WhatsApp Marketing para Dentistas

Para que você possa ter bons resultados com o Marketing para profissionais de Odontologia é necessário, primeiramente, entender o que o tema verdadeiramente significa.

Marketing não se caracteriza apenas como “vendas e propaganda”. Ele é um estudo aprofundado sobre o mercado do qual a organização faz parte.

Nesse sentido, é importante entender, por exemplo, quem são os clientes, concorrentes, fornecedores e outras forças que atuam sobre o trabalho profissional.

Em relação aos clientes, particularmente, o estudo avalia qual é o perfil destas pessoas, como elas gostam de ser atendidas, quais os tipos de pagamento são mais adequados, com que frequência elas compram os produtos ou serviços e assim por diante.

A análise permite que o profissional consiga compreender os hábitos destes indivíduos e de que maneira é possível fazer uma entrega de qualidade e que atenda as suas expectativas. 

Indo além, o Marketing dá ferramentas ao profissional para que o cliente fique realmente encantado com o serviço prestado.

Então, como você viu, é possível utilizar estratégias de Marketing para melhorar o atendimento e, dessa forma, fazer entregas de excelência aos pacientes sem ferir as normas do Código de Ética do CFO.

A seguir, você vai conferir maneiras de utilizar o WhatsApp para encantar os clientes dos profissionais de Odontologia.

1 – Identifique o perfil do seu cliente

Esta é a primeira atividade que você precisa fazer para que as suas estratégias de Marketing sejam efetivas. 

Para isso, analise o perfil da sua clientela atual e de que maneira ela gostaria de receber os serviços odontológicos.

Pode ser que, por exemplo, o profissional atenda a um grande número de pacientes infantis. Mas, neste caso, a comunicação acaba se voltando para os pais destas crianças.

Assim, é importante identificar quem são os clientes e como o dentista pode executar um excelente atendimento.

Além disso, entenda como essas pessoas se relacionam com o app. Vimos que o WhatsApp é o mensageiro mais utilizado pelos brasileiros. Mas, de que forma os seus clientes fazem uso deste aplicativo? 

Assim, pense em respostas a perguntas, como:

  • Eles preferem receber mensagens por texto ou por áudio?
  • Os pacientes gostam mais de enviar mensagens textuais ou de voz?
  • Como eles lidam com ligações de voz e vídeo pelo app?
  • Como pode ser a resposta dos clientes a envios de imagens e vídeos?
  • Entre outras.

Para saber estas respostas, você pode avaliar conversas antigas e, ainda, realizar pesquisas diretamente com os pacientes.

Ao saber como os clientes se relacionam com o WhatsApp, ficará muito mais fácil elaborar estratégias assertivas de Marketing. 

2 – Conheça as funcionalidades do WhatsApp

Você realmente conhece tudo o que o WhatsApp pode oferecer como aplicativo de mensagens?

O app vem aprimorando as suas funcionalidades há anos, a fim de atender tanto às necessidades de usuários comuns, quanto para ser útil a empresas, marcas e profissionais.

Foi por isso que, em 2018, o aplicativo lançou a sua versão WhatsApp Business, com mais funções e com características destinadas ao uso organizacional.

Dentre elas, podemos começar mencionando o perfil comercial. Na versão comum do app, só é possível adicionar o nome de usuário e um recado, certo?

Já com o WhatsApp Business, você consegue criar um perfil com mais informações e, assim, pode deixar seus pacientes devidamente informados ao entrar em contato com a conta profissional.

Veja o que é possível inserir no perfil comercial do WhatsApp Business:

  • Nome da empresa ou do profissional de Odontologia;
  • Descrição da empresa;
  • Categoria – como Medicina e Saúde;
  • Endereço comercial;
  • Horário de atendimento;
  • E-mail profissional;
  • Site da empresa ou do dentista.

Com esses campos completos, os pacientes já terão acesso a muitas informações sobre o funcionamento da clínica. Dessa maneira, com o simples preenchimento destes dados, o atendimento pode ser agilizado e facilitado.

3 – Crie um fluxo de atendimento

Certamente, você já está acostumado a receber algumas mensagens muito parecidas, não é verdade?

Pedido de marcação de consulta, solicitação de troca de agendamento, informação sobre convênios aceitos e várias outras perguntas podem ser habituais para o dentista.

Portanto, junte as informações que você tem sobre o perfil do cliente e sobre as funcionalidades do WhatsApp e, em seguida, elabore um fluxo de atendimento pelo aplicativo.

Para isso, selecione os questionamentos mais comuns e já deixe prontas as explicações para eles. Depois, organize a ordem de perguntas e respostas para facilitar a comunicação pelo app. 

Você vai observar que este fluxo poderá agilizar os atendimentos e, além disso, permitirá responder os clientes com mais qualidade.

4 – Faça um acompanhamento próximo

Como vimos, enviar lembretes de agendamento, marcar ou cancelar atendimentos, além de fazer mudanças nos horários são algumas das atividades que o dentista pode fazer no WhatsApp.

Assim, a comunicação virtual com pacientes pode se tornar muito mais prática, rápida e efetiva com o uso do aplicativo de mensagens.

Para que este atendimento realmente possa surtir efeito e ter bons resultados, é preciso ficar de olho.

Então, observe como estão as taxas de resposta e verifique a opinião dos clientes. Sempre que possível, converse com eles, faça pesquisas e tente entender como você pode atendê-los com mais agilidade, efetividade e excelência.

Por que se preocupar com a segurança dos dados dos clientes – LGPD 2021

Cada vez mais, a segurança dos dados dos clientes vêm se tornando uma tarefa imprescindível nas empresas. 

Com o acúmulo de informações pessoais e sobre os hábitos das pessoas, as organizações têm um verdadeiro tesouro em mãos – e, é claro, elas precisam tomar conta deste valioso recurso.

As tecnologias proporcionaram avanços incríveis para a Humanidade, de um modo geral. Para os negócios, a coleta, a organização, o armazenamento e o tratamento de dados estão mais evoluídos do que nunca graças aos avançados recursos tecnológicos.

Então, as empresas conseguem gerar importantes informações sobre os seus próprios clientes, com base neste acervo que elas coletam e mantêm. 

Mas, com tantos dados sendo guardados e gerenciados, de que maneira é possível cuidar para que eles não vazem? Como as organizações devem manipular estas informações de maneira segura?

Estes são questionamentos que estão sendo feitos com mais frequência nos últimos tempos. 

Tamanha é a importância em relação à segurança dos dados dos clientes que leis já estão sendo elaboradas em todo o mundo a fim de tentar resguardar as informações pessoais dos cidadãos.

E engana-se quem pensa que esta preocupação deve passar apenas por grandes companhias. 

No Brasil, por exemplo, a legislação vigente exige que todas as empresas sejam responsáveis pelos dados coletados de seus clientes – independentemente do porte do negócio.

Por isso, a segurança das informações pessoais é um assunto de interesse de todos! Quer saber mais sobre o tema? Então, continue com a sua leitura. 

Qual é a importância de garantir a segurança dos dados dos clientes?

Não é raro a gente se deparar com notícias sobre o vazamento de dados, não é mesmo? 

Um dos mais conhecidos foi o do Facebook que, em 2018, gerou a quebra de segurança de 533 milhões de usuários da rede social de Mark Zuckerberg.

Mais recentemente, aconteceu a exposição de informações sensíveis de cerca de 13 mil moradores do estado de São Paulo, com o vazamento de dados do DETRAN-SP.

Esses são apenas alguns exemplos dos diversos casos que vêm ocorrendo nos últimos anos.  

O perigo real e a “dor de cabeça” que estes acontecimentos podem causar para os verdadeiros geradores dos dados são inúmeros.

Prejuízo financeiro por fraudes bancárias, roubo de identidade, invasão de privacidade e venda de dados para terceiros são os maiores medos dos brasileiros na internet, de acordo com pesquisa divulgada pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.Br).

Assim, vários países ao redor do mundo começaram a pensar em políticas que possam amenizar os riscos dos clientes – que cedem suas informações a governos e a organizações o tempo inteiro.

Em 2018, por exemplo, a General Data Protection Regulation (GDPR) entrou em vigor na União Europeia, trazendo diversos impactos sobre as ações de empresas e de outras instituições.

No Brasil, a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) passou a vigorar em 2020 e, a partir de então, as companhias brasileiras têm mais responsabilidades sobre as informações coletadas e armazenadas de seus clientes.

Por isso, garantir a segurança dos dados daqueles que compram nas empresas é não somente um compromisso ético das organizações mas, após a LGPD, é uma obrigação legal.

O que é LGPD – Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais

A LGPD, a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (Lei nº 13.709, de 14/8/2018), determina importantes regras e diretrizes relacionadas à coleta, ao processamento e ao armazenamento de dados pessoais. 

A legislação é extensa e ainda existem muitas dúvidas sobre as interpretações que ela pode gerar. Além disso, por se tratar de uma lei bastante recente, a sua aplicação ainda está sendo feita.

A seguir, vamos falar um pouco mais sobre a LGPD sob o olhar de alguns especialistas na área.

Para que serve a LGPD?

De acordo com o SEBRAE, a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais tem como objetivo:

  • “Assegurar o direito à privacidade e à proteção de dados pessoais dos usuários, por meio de práticas transparentes e seguras, garantindo direitos fundamentais;
  • Estabelecer regras claras sobre o tratamento de dados pessoais;
  • Fortalecer a segurança das relações jurídicas e a confiança do titular no tratamento de dados pessoais, garantindo a livre iniciativa, a livre concorrência e a defesa das relações comerciais e de consumo;
  • Promover a concorrência e a livre atividade econômica, inclusive com portabilidade de dados”.

10 princípios da LGPD

Existem 10 princípios que baseiam a LGPD e que ajudam a fazer com que as empresas entendam como devem agir, na prática. Logo abaixo, você vai ver quais são eles:

  1. Finalidade
  2. Adequação
  3. Necessidade
  4. Livre Acesso
  5. Qualidade de dados
  6. Transparência
  7. Segurança
  8. Prevenção
  9. Não discriminação
  10. Responsabilização e prestação de contas

Vamos conferir mais alguns detalhes sobre cada um dos 10 princípios da LGPD? Então, continue e confira!

Finalidade

O primeiro princípio da LGPD diz respeito à finalidade da coleta e do armazenamento do dado. 

Por isso, sempre que uma empresa solicitar qualquer tipo de informação ao cliente, é necessário que a organização solicitante seja clara sobre a utilização das informações.

Se uma empresa requisitar um número de telefone para envio de SMS e confirmação de senha, ela não poderá usar o contato para enviar mensagens promocionais no WhatsApp, por exemplo.

O que diz a LGPD:
Finalidade: realização do tratamento para propósitos legítimos, específicos, explícitos e informados ao titular, sem possibilidade de tratamento posterior de forma incompatível com essas finalidades”.

Adequação

Além de um objetivo de uso bem explícito, os dados coletados precisam estar adequados a uma finalidade determinada.

Assim, as companhias apenas podem solicitar informações que sejam condizentes com a utilização para a qual foi definida.

Neste contexto, não faria sentido uma loja de sapatos exigir que os compradores informem a sua orientação política já que este dado não estaria adequado ao uso.

O que diz a LGPD:
Adequação: compatibilidade do tratamento com as finalidades informadas ao titular, de acordo com o contexto do tratamento”.

Necessidade

O terceiro princípio da LGPD trata sobre a real necessidade de coleta e armazenamento dos dados requeridos. Dessa maneira, ela é um dos pilares sobre os quais a lei é baseada.

Em uma realidade em que organizações coletam e guardam muito mais informação do que efetivamente utilizam, a legislação provoca às empresas, inclusive, uma reflexão sobre o volume de dados de fato necessários.

O que diz a LGPD:
Necessidade: limitação do tratamento ao mínimo necessário para a realização de suas finalidades, com abrangência dos dados pertinentes, proporcionais e não excessivos em relação às finalidades do tratamento de dados”.

Livre Acesso

Outro ponto muito importante levantado pela Lei Geral de Proteção de Dados é a permissão e livre acesso gratuito que os donos dos dados devem ter sobre aquilo que as organizações armazenam sobre eles.

Ou seja, os clientes podem acessar os seus próprios dados coletados e têm direito a saber por que motivo eles são mantidos pelas companhias.

Além disso, quem guarda os dados deve deixar claros os objetivos de uso das informações e por quanto tempo elas serão usadas. 

O que diz a LGPD:
Livre acesso: garantia, aos titulares, de consulta facilitada e gratuita sobre a forma e a duração do tratamento, bem como sobre a integralidade de seus dados pessoais”.

Qualidade de dado

A LGPD também foi elaborada sobre o princípio da qualidade de dados. Isso significa que quem faz a coleta é responsável por manter o conteúdo exato, claro, relevante e devidamente atualizado.

O que diz a LGPD:
Qualidade dos dados: garantia, aos titulares, de exatidão, clareza, relevância e atualização dos dados, de acordo com a necessidade e para o cumprimento da finalidade de seu tratamento”.

Transparência

Segundo este princípio, a organização precisa ser transparente e deve informar aos donos dos dados sobre tratamentos, vazamentos, entre outras situações relacionadas às informações que foram captadas.

Por isso, as empresas devem ser claras, precisas e permitir fácil acesso a qualquer evento deste tipo.

O que diz a LGPD:

Transparência: garantia, aos titulares, de informações claras, precisas e facilmente acessíveis sobre a realização do tratamento e os respectivos agentes de tratamento, observados os segredos comercial e industrial”.

Segurança

A segurança é um dos principais pilares da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, baseando as suas determinações.

A partir da implementação da LGPD, as organizações que coletam e armazenam os dados são responsáveis por mantê-los seguros, enquanto estão sob a sua guarda.

Então, elas devem utilizar tecnologias, procedimentos e soluções que assegurem as informações de ataques, saques, vazamentos, interferências, alterações e outras situações perigosas como estas.

O que diz a LGPD:

Segurança: utilização de medidas técnicas e administrativas aptas a proteger os dados pessoais de acessos não autorizados e de situações acidentais ou ilícitas de destruição, perda, alteração, comunicação ou difusão.

Prevenção

Um dos pontos focais da legislação sobre a proteção de dados é referente à prevenção. Afinal, o velho ditado que diz que “é melhor prevenir do que remediar” realmente se aplica à segurança das informações.

Então, pela Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, também é função dos armazenadores tomar medidas para a prevenção do ataque e do vazamento de dados, dentre vários problemas.

O que diz a LGPD:

Prevenção: adoção de medidas para prevenir a ocorrência de danos em virtude do tratamento de dados pessoais.

Não discriminação

Entre “nomes”, “endereços de e-mail”, “números de telefone” e outros, existem os chamados “dados sensíveis”.

Estas informações disponibilizadas pelos usuários estão relacionadas a questões como, por exemplo, origem racial ou étnica, convicção religiosa e opinião política.

Então, de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, as organizações não podem discriminar ou promover abusos contra os titulares com base nestas informações coletadas e armazenadas.

O que diz a LGPD:

Não discriminação: impossibilidade de realização do tratamento para fins discriminatórios ilícitos ou abusivos.

Responsabilização e prestação de contas

Por fim, o décimo princípio da legislação de segurança de dados diz que as organizações sob esta lei devem, além de cumprir as suas diretrizes, demonstrar que estão se adequando a ela.

Dessa maneira, a utilização de sistemas e protocolos, contratação de consultorias especializadas, entre outros exemplos, fazem parte da adoção e da prestação de contas sobre as políticas de proteção às informações.

O que diz a LGPD:

Responsabilização e prestação de contas: demonstração, pelo agente, da adoção de medidas eficazes e capazes de comprovar a observância e o cumprimento das normas de proteção de dados pessoais e, inclusive, da eficácia dessas medidas”.

Como proteger os dados dos clientes, na prática

Até aqui, você viu a importância de manter a segurança dos dados dos seus clientes e, além disso, conheceu os 10 princípios que norteiam a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais – LGPD.

Mas, e agora? Como trazer a proteção das informações para o dia a dia das empresas?

Antes de tudo, é preciso entender o que a organização tem, hoje, em relação ao tema. Já existem regras de segurança, normas, procedimentos ou outros protocolos internos para coletar, tratar e armazenar dados? 

Se sim, revise todas as práticas sob a luz da LGPD. Se ainda não houver nada neste sentido, é hora de se planejar para elaborar a segurança de dados.

Em seguida, busque o máximo de informações e de conteúdo sobre o tema, estude casos da sua área, faça benchmarking e descubra maneiras para melhor implementar a legislação ao seu negócio. 

Caso necessário, procure a orientação profissional de consultores e empresas especializadas no tema.

Por fim, internalize a segurança dos dados como algo imprescindível ao funcionamento da companhia. 

Da mesma forma que ela deve estar adequada a normas e regras administrativas, contábeis, tributárias, trabalhistas e demais legislações, ela também precisa obedecer às leis relacionadas à coleta, tratamento e armazenamento das informações de clientes.

Então, traga o tema para a sua equipe e faça com que ele deixe de ser um tabu para ser mais uma tarefa habitual do negócio.

Com o avanço das tecnologias, é necessário que a sua empresa e o seu time também evoluam e, assim, possam acompanhar as regras e normas relativas à segurança dos dados dos clientes.

Por fim, para ler mais conteúdos relacionados ao tema, continue com a sua leitura pelo Notificações Inteligentes.

Recuperando clientes perdidos: como identificar as causas e reativar compradores inativos

Um dos grandes receios das empresas é a perda de clientes, não é verdade? Afinal, depois de todo o trabalho para a abertura de novas contas e o fechamento de mais vendas, ver os números de transações caindo não é nada bom para os negócios.

Por isso, elaborar estratégias que trabalham recuperando os clientes perdidos é uma tarefa desafiadora e muito necessária para todas as organizações. Mais do que isso, saber como manter os compradores ativos é uma verdadeira missão para as empresas.

Foi pensando exatamente nisso que elaboramos este completo conteúdo. Por aqui, você vai entender quais são os possíveis motivos para a queda no número de clientes comprando ativamente do seu negócio e de que maneira você pode atuar para reduzir a famosa taxa de churn.

Além disso, vamos apresentar uma inovadora ferramenta que vai ajudar você e a sua equipe a ter um relacionamento mais próximo com os compradores ativos a fim de evitar que eles fiquem inativos.

Então, continue com sua leitura para saber de que maneira é possível trabalhar recuperando clientes perdidos.

Estou perdendo clientes – e agora?

Nenhuma empresa gosta de ver o número de clientes ativos diminuindo ao longo do tempo, certo? Mas, se você está perdendo compradores, o primeiro passo é não se desesperar!

Apesar de ser um verdadeiro pesadelo para organizações com reduzida cartela de clientes, a alteração no número da clientela é algo mais comum e natural do que se imagina.

Recente pesquisa da Brazil Saas Landscape indicou que a taxa ideal de perda do número de compradores ativos é de 4% a 5%, segundo as empresas respondentes.

É claro que este número pode variar para mais ou menos, de acordo com o mercado, segmento, relacionamento com os clientes, período do ano, entre outros.

Mas, uma conclusão é certa: quanto menos os clientes cancelarem as suas assinaturas ou deixarem de fazer suas compras, melhor para o seu negócio.

Ao mesmo tempo, você deve estar ciente de que, uma hora ou outra, a sua carteira vai sofrer baixas e será necessário lidar com isso.

Para evitar perdas e melhorar os números do seu negócio, é preciso que você conheça um importante dado sobre ele: a taxa de churn.

Churn Rate – o que é e como calcular a taxa de perda de clientes

Também conhecida como taxa de rotatividade, a taxa de churn é um importantíssimo dado sobre a inativação ou perda dos seus clientes. Veja, a seguir, mais detalhes sobre a churn rate.

O que é taxa de churn

A taxa de churn é o número que indica o percentual de perda ou de rotatividade dos clientes de uma empresa. Isto é, ela indica quantos compradores cancelaram suas assinaturas ou deixaram de comprar itens e/ou serviços da empresa durante determinado período de tempo.

A churn rate é fundamental para o entendimento, com dados reais e concretos, sobre o quanto a empresa vem perdendo em vendas. A partir desta métrica, ficará mais fácil analisar a situação, aplicar possíveis soluções e, então, analisar os resultados das medidas tomadas.

Como calcular

O cálculo da taxa de perda de compradores ativos é simples. Para isso, basta dividir o número de clientes perdidos pelo número de clientes totais da empresa em certo período de tempo – como meses, semestres ou anos, entre outros.

Por exemplo: para uma organização que tinha 50 clientes, dos quais 5 pararam de comprar no período de 1 ano, podemos dizer que:

Taxa de churn = 5/50 = 10% ao ano

Então, com esta conta simples você tem um dado importante para começar a entender e recuperar os compradores inativos, não é verdade?

Quando vale a pena recuperar clientes perdidos?

Como vimos, é normal que alguns clientes deixem de comprar do seu negócio. Mas, quando você deve tentar resgatá-los e quando é melhor não fazer este esforço?

De acordo com Philip Kotler, um dos grandes pensadores do Marketing, conquistar novos clientes pode custar entre 5 a 7 vezes mais do que manter os já existentes.

Ou seja, o trabalho para captar novos potenciais compradores no mercado – os chamados leads – pode ser até 7 vezes maior do que fazer a manutenção da sua cartela de clientes atuais.

Isto quer dizer que o famoso Custo de Aquisição de Clientes (CAC) pode ser muito mais elevado do que o custo de manter os compradores ativos e, portanto, é mais barato manter e, ainda, resgatar clientes inativos.

Mas, além disso, você precisa observar se este comprador é realmente relevante para o seu empreendimento. Afinal, reativar clientes ruins pode não ser um bom negócio.

Avalie o Lifetime Value (LVT)

Para entender se o comprador inativo é relevante ou não, avalie, por exemplo, o chamado Lifetime Value (LVT) ou o valor vitalício do cliente. Este dado indica o valor total que o comprador gera para a empresa durante todo o seu ciclo de vida.

De forma resumida, a gente pode dizer que o LVT é o valor líquido que o cliente proporciona ao negócio, somando-se os lucros e as despesas geradas por ele.

Em um exemplo simples, um cliente que compra semestralmente há 10 anos de uma empresa, com baixo ticket médio e altos custos de manutenção é menos atrativo do que um cliente ativo há 5 anos, com alto ticket médio e baixos custos de manutenção. 

Então, em termos gerais, um comprador perdido que tem um LVT baixo talvez não seja interessante de ser recuperado, percebe? Por isso, foque nos clientes de LVT alto para o seu esforço de recuperação.

Considere o perfil do cliente

Você também pode verificar se o cliente que ficou inativo era problemático ou difícil de atender. Às vezes, um comprador complexo, com alto poder de negociação, problemas de relacionamento, muitos processos e baixo retorno também não vale o trabalho.

Feitas estas análises na sua empresa, será mais fácil entender quando vale a pena – e quando não compensa – fazer o esforço de reativação do cliente perdido. 

O que fazer quando se perde clientes?

Até aqui, você já sabe calcular a taxa de perda de clientes e avaliar quais compradores inativos são interessantes para tentar reativar.

Agora, vamos entender o que pode ser feito para resgatar a clientela perdida, trazendo melhores resultados para a sua carteira. Confira!

1 – Identifique a causa do problema

A primeira tarefa que você e sua equipe devem tomar como responsabilidade é tentar entender os motivos que fizeram com que o cliente não realizasse novas compras. 

De acordo com dados e estudos levantados pela Revista Pequenas Empresas, Grandes Negócios, estas são as principais razões para que as pessoas deixem de comprar de marcas:

  • Mau atendimento
  • Se sentiram desprezadas ou sofreram preconceito pelos atendentes
  • A empresa sumiu quando o cliente mais precisava
  • Sugestões e reclamações não atendidas
  • Sentiram que a empresa “empurrou” produtos e serviços desnecessários
  • O atendimento se importou mais em “falar” do que em “ouvir”
  • Falta de padrão em produtos e serviços

Como você pode observar, o atendimento deficitário é um dos grandes vilões para os compradores. Então, este pode ser um ponto-chave na retenção dos clientes.

Além destes motivos citados, existem várias outras possibilidades para que o indivíduo deixe de comprar como, por exemplo: não há mais necessidade ou desejo pela oferta, limitação física (para negócios locais), mudanças de comportamento de compra, entre outros.

Você pode perguntar diretamente a cada um dos compradores inativos ou fazer pesquisas por amostragem para entender a motivação.

Portanto, analise criteriosamente as razões que levaram o seu cliente à inativação para, então, buscar soluções. 

2 – Ataque os problemas que levam os clientes embora

Neste momento, você já identificou os motivos pelos quais seus clientes abandonaram seu hábito de compra. Então, você precisa criar um plano de ação para atacar os problemas e novamente conquistar os inativos.

Não adianta apenas pegar o telefone e ligar para as pessoas como se nada tivesse acontecido, oferecendo um novo produto ou serviço.

É necessário realmente resolver as pontuações levantadas pelos clientes perdidos para, só depois, apresentar a eles as melhorias realizadas pelo seu negócio.

Se o antigo comprador foi para a concorrência porque o custo de compra estava alto, a sua empresa pode oferecer descontos ou condições facilitadas para o pagamento.

Pode ser que ele precisasse de uma entrega mais eficiente e, dessa forma, o negócio pode apresentar alternativas logísticas que atendam às demandas no momento adequado e com o preço que ele consegue absorver.

Às vezes, a usabilidade do seu site não está adequada ao seu antigo cliente e, assim, uma loja virtual mais fácil de usar pode ser a solução para que ele volte.

Como a gente viu, ouvir o que os compradores têm a dizer é crucial para que você possa identificar os problemas. Mas, resolvê-los é ainda mais eficaz para recuperar os clientes perdidos.

Assim, conserte o que é preciso e parta para a próxima etapa. 

3 – Reative a comunicação com os clientes perdidos

Agora, sim, você vai mostrar para o seu comprador inativo que ele tem motivos de sobra para voltar a fazer negócios com a sua empresa. Para isso, escolha os melhores meios, elabore mensagens assertivas e cative o cliente para novas compras.

Se necessário, você pode oferecer cupons de desconto e condições especiais de pagamento, por exemplo. Estes custos devem entrar no seu cálculo de resgate da carteira, está bem?

Mas, lembre-se de que o mais importante é efetivamente atender às demandas dos inativos. Assim, a nova compra não será apenas pontual mas, potencialmente, será a reabertura do ciclo de vida do cliente na sua empresa.

Então, veja a seguir como reativar a comunicação com os compradores inativos e, então, recuperá-los:

  • Escolha os canais de atendimento

Onde o seu cliente está? Por onde ele se comunica? Dependendo do perfil da sua clientela, ela pode se comunicar melhor por ligação telefônica, por exemplo. Em outros casos, o e-mail é a melhor maneira para reativar o contato.

Com a ascensão do uso da internet, as redes sociais e os aplicativos de mensagens se tornaram um potente canal de comunicação entre marcas e pessoas.

O WhatsApp é, hoje, o app mais usado pelos brasileiros e tem se mostrado eficaz na captação, retenção e reativação de clientes.

De qualquer forma, o importante é que você consiga identificar o canal que tenha o potencial para ser mais efetivo nesta reativação de conta e, então, estudar as melhores maneiras para utilizá-lo

  • Elabore a mensagem certa

Neste ponto, você já sabe a sua taxa de perda, os motivos para a saída dos clientes, as causas da inativação e os melhores canais de atendimento.

Com as demandas dos inativos solucionadas, agora você precisa ser eficaz na construção de uma mensagem realmente poderosa (copy) para fazer com que os compradores voltem a fazer negócio com sua empresa.

A copy pode utilizar os famosos gatilhos mentais para despertar as necessidades e desejos dos compradores e apresentar as soluções que o seu negócio tem para ele.

Vejas alguns tipos de gatilhos mentais que você pode usar para ser mais assertivo em suas mensagens de resgate dos clientes inativos:

  • Prova Social 
  • Porque
  • Antecipação
  • Novidade
  • Relação Dor x Prazer
  • Escassez
  • Urgência
  • Autoridade
  • Reciprocidade

Então, capriche na mensagem a ser utilizada e você terá grandes chances de reativar o antigo comprador.

Mas, se você ainda não tem ideia do que enviar para eles, precisa conhecer o Swipe File WhatsApp. A proposta inovadora desta ferramenta vai surpreender a você!

O Swipe File é composto pelos templates das mensagens mais poderosas, elaboradas e utilizadas pelos maiores vendedores do WhatsApp.

Com ele, você terá acesso exclusivo às copies mais assertivas do mercado, que rendem muitas vendas para empresas de sucesso.

A lista oferece a seu negócio a chance de multiplicar as vendas em 2x, 3x e até em 10x com a utilização correta destes templates super assertivos.

Então, se você quer ter acesso exclusivo à lista de copy mais desejada da internet, para turbinar as suas vendas pelo WhatsApp e resgatar clientes perdidos, saiba mais sobre o Swipe File.

O método inovador e exclusivo vai revolucionar a sua maneira de vender pelo aplicativo de mensagens. Conheça, agora mesmo, todos os detalhes do Swipe File WhatsApp.

Como informar atualizações sobre a entrega para seu cliente de forma automática?

Você, como cliente de alguma marca, bem provavelmente já ficou ansioso com a entrega de algum produto, certo? 

Receber as atualizações do pedido é uma das etapas que mais geram apreensão nos compradores. E, por isso, enviar o rastreio do pacote para o cliente é uma parte importantíssima da sua pós-venda. 

Inclusive, a obrigatoriedade de informar o código de rastreamento virou Projeto de Lei, em 2018. Mesmo que ainda esteja sendo analisada, a proposta demonstra a necessidade de deixar o consumidor bem informado sobre a sua compra.

Assim, manter o cliente atualizado sobre o andamento do pacote em trânsito é fundamental para que ele fique tranquilo sobre a sua encomenda e sinta credibilidade sobre a sua empresa.

Mas, se o seu negócio já tem um volume de vendas considerável ou você está projetando vender mais nos próximos meses, é preciso ter atenção.

Com tantos códigos a serem enviados, fazer esta tarefa manual pode ser algo muito trabalhoso. Portanto, encontrar meios de enviar os rastreios de forma automática é fundamental para agilizar a sua rotina e manter a qualidade de atendimento.

Pensando nisso, trouxemos para você uma incrível solução para informar os seus clientes sobre atualizações da entrega, de maneira totalmente automática.

Quer saber como fazer isso? Então, continue e descubra com a gente!

Atualizações sobre entrega – por que é tão importante manter seu cliente atualizado

Em 2018, foi criado o Projeto de Lei PL 10052/2018, que trata sobre a obrigação das empresas em fornecer o rastreamento de objetos postados. O PL faz menção ao código de rastreio como forma de proteção ao consumidor em relação à compra realizada.

Mas, ainda que as atualizações sobre a entrega não sejam obrigatórias legalmente, a sua empresa deve manter o cliente informado sobre o andamento do pedido e, a seguir, vamos mostrar a você os motivos. Confira!

Em primeiro lugar, o fornecimento do código de rastreio já é uma prática de mercado. Qualquer grande e-commerce ou marketplace informa os compradores sobre a situação do pedido e do pacote enviado.

Então, se a sua loja não estiver alinhada ao que as empresas consolidadas fazem habitualmente, o cliente pode ficar desconfiado sobre a credibilidade de sua marca. 

Além disso, você também deve pensar nas pessoas que estão começando a fazer compras recentemente.

De acordo com pesquisa divulgada pela Neotrust, somente no primeiro trimestre de 2021, quase 4 milhões de consumidores compraram online pela primeira vez. 

Isto quer dizer que o número de novos compradores virtuais ainda é expressivo e, com isso, existe um volume considerável de pessoas que ainda estão se adaptando às compras online.

É dever da empresa, então, fornecer todos os meios e dados que possam facilitar a inserção deste público que tem pouca experiência com o comércio digital.

Por fim, seu cliente ficará mais tranquilo ao entender onde está localizado o seu pedido. Com o rastreamento do pacote, ele poderá acompanhar todas as movimentações desde a saída da empresa até à chegada ao local de entrega.

Então, informar o comprador sobre as atualizações do pacote é uma tarefa importante, especialmente, para garantir a satisfação do cliente.

Vantagens do rastreio de pedidos para o cliente

  • Mais confiabilidade de que o pedido foi enviado
  • Monitoramento do pacote e, assim, possibilidade de se organizar melhor para receber o produto
  • Acompanhamento da localização do pedido e rápida intervenção caso aconteça qualquer desvio ou problema durante o transporte e a entrega

Vantagens do rastreio de pedidos para a empresa

Mas, se você acha que o rastreamento dos pedidos é vantajoso apenas para os clientes, está enganado. Informar o comprador sobre as atualizações do envio também é interessante para o seu negócio. 

Ao enviar o código de rastreio para o cliente, o atendimento da empresa pode ser desafogado das perguntas comuns sobre a encomenda. Afinal, ele mesmo poderá monitorar as atualizações do pacote.

Confira, ainda, outras vantagens para o negócio em fornecer dados sobre o rastreamento das vendas:

  • Controle logístico compartilhado das entregas – ou seja, a empresa e o cliente podem monitorar juntos o andamento do pedido
  • Adequação às práticas de mercado do e-commerce e, assim, preenchimento dos requisitos básicos esperados pelos compradores
  • Facilidade para acompanhar o trânsito do pacote e verificação de possíveis problemas com a entrega

Como enviar atualizações sobre a entrega para seu cliente de forma automática

Você viu como o código de rastreio é um dado importante para o comprador. Afinal, pense com a gente: a relação de compra e venda online precisa de muita confiança de ambas as partes, não é mesmo?

Principalmente para o cliente, o nível de confiabilidade deve ser muito alto, já que ele está pagando por um produto que ainda não tem em mãos e ainda deverá esperar dias para recebê-lo.

Mesmo com outras formas de passar segurança – como a facilidade de cancelamento do pagamento, caso a operação tenha sido realizada com cartão de crédito, por exemplo – , o rastreio tem um grande impacto sobre a sensação de confiança do comprador.

Quanto mais recursos e mecanismos as empresas digitais utilizarem para aumentar a  segurança e a confiança do público, melhor.

Mas, lembre-se: o básico deve ser feito, de forma efetiva, para passar confiabilidade ao cliente. Por isso, ainda que bastante simples e primário, informar as atualizações sobre a entrega ao comprador é muito importante.

Com as diversas tarefas do negócio, uma rotina agitada e as vendas crescentes, enviar o código de rastreio individualmente para os clientes pode demandar muito tempo seu e da sua equipe de atendimento.

Dessa forma, fazer o envio automático do rastreamento a cada nova compra é uma necessidade urgente para os negócios.

Por isso, você precisa conhecer e utilizar o Saiu Pra Entrega. De maneira 100% automatizada, o sistema envia notificações ao comprador sobre o andamento do pedido.

Assim, sempre que houver uma nova venda em sua loja virtual, o cliente receberá atualizações por e-mail, SMS e/ou WhatsApp de forma automática – isto é, sem a intervenção de qualquer profissional do seu atendimento. 

Já imaginou como pode ser vantajoso notificar automaticamente os clientes sobre o andamento dos pedidos? Um adianto e tanto para as tarefas do seu dia a dia, não é mesmo? 

Então, veja a seguir alguns detalhes do Saiu Pra Entrega e como você pode utilizar o sistema para enviar, aos compradores da sua loja virtual, atualizações automáticas sobre o rastreio dos pedidos.

Saiu Pra Entrega – envio automático de códigos de rastreio

O Saiu Pra Entrega é um serviço online que possibilita que a sua loja envie para os clientes, automaticamente, atualizações sobre a movimentação do pacote.

Integrado às principais plataformas de e-commerce, de transportadoras e de ferramentas digitais, ele consegue conectar os dados das transações de maneira simplificada e automatizada.

Dessa forma, sempre que o seu e-commerce tiver novas vendas, o Saiu Pra Entrega vai receber as atualizações do pedido e enviar notificações aos seus clientes.

Por exemplo: pense em uma loja virtual que utiliza o WooCommerce como plataforma de vendas, faz envios pelos Correios e usa os serviços do Saiu Pra Entrega.

Um comprador fez um pedido no site e, na sequência, o pagamento. Estando tudo certo, a loja confirma a compra e se prepara para enviar o pacote. 

Depois de despachar a encomenda pela transportadora, seus atendentes devem atualizar o status do pedido, pelo Woocommerce, com o código de rastreio fornecido pelos Correios.

Então, a cada nova movimentação do pacote sinalizada pelo rastreamento, o Saiu Pra Entrega envia mensagens para o cliente, informando sobre a localização do produto.

De acordo com as configurações definidas pela loja, este envio 100% automático pode ser feito para o e-mail, número de SMS e/ou WhatsApp do cliente.

Bem prático e simples, não é verdade?

Funcionalidades do Saiu Pra Entrega

Veja, a seguir, o que o Saiu Pra Entrega faz para o seu negócio:

  • Envio de avisos sobre:
    • Despacho de mercadoria
    • Saiu para a entrega
    • Extravio, perda e outros problemas comuns dos Correios
    • Recusa na entrega por falta de pessoas na residência ou outros problemas
  • Todas as movimentações de mercadorias, disponibilizadas pelas transportadoras e pelos Correios
  • Rastreamento internacional

Integrações do Saiu Pra Entrega

Para que as mensagens automáticas possam ser enviadas aos clientes, é necessário que a sua loja virtual esteja instalada em uma das plataformas mencionadas abaixo.

Além disso, as transportadoras e ferramentas de e-commerce utilizadas precisam ser uma das listadas, a seguir.

Então, confira todas as integrações possíveis com o Saiu Pra Entrega:

E-commerce

  • Bling
  • Convertize
  • Convertpack
  • Digital Manager Guru
  • E-com PLus
  • Irroba
  • Kapsula
  • Shopify
  • Simplo 7
  • WooCommerce
  • Yampi

Transportadoras

  • Correios
  • Jadlog
  • Movvi Entregas

Ferramentas

  • Yampi
  • Convertpack
  • Bling
  • Notificações Inteligentes

Métricas para avaliação das entregas 

Um importante diferencial do Saiu Pra Entrega é que, além de todas as suas funcionalidades e benefícios, o sistema fornece métricas sobre as entregas.

Assim, fica muito mais fácil avaliar como o serviço das transportadoras está sendo prestado junto aos clientes e, em caso de deficiências, realizar melhorias.

O Saiu Pra Entrega apresenta os seguintes dados sobre os envios:

  • Tempo médio de entrega de pacotes
  • Pacotes cadastrados por mês
  • Capacidade de pacotes do plano
  • Quantidade de pacotes que estão em progresso – ou seja, que não foram entregues ainda
  • Número de pacotes que tiveram a entrega recusada
  • Quantidade de pacotes transportados por cada transportadora
  • Notificações enviadas e entregues por e-mail
  • Notificações enviadas e entregues por SMS

Benefícios de enviar atualizações de entrega automaticamente

Como você viu, fazer o envio do rastreio é fundamental para as vendas online. Seu cliente precisa se sentir confiante o suficiente não apenas antes de realizar a compra mas, também, após o pedido ser efetuado.

Então, informar sobre as atualizações do pacote é uma tarefa essencial das lojas virtuais.

Sabemos que são muitas as atividades relacionadas ao e-commerce. Somente nas etapas após a operação comercial, existem diversas tarefas, como confirmação do pedido, verificação de estoque, separação, emissão de nota fiscal, embalagem, despacho, dentre outras.

Por isso, tudo o que puder ser automatizado durante esse processo é capaz de agilizar o trabalho e facilitar a rotina do atendimento, comercial, almoxarifado e diferentes áreas da empresa. 

Assim, entre tantas outras operações realizadas diariamente e a cada nova venda, ter uma “ajudinha” tecnológica pode ser muito bem-vinda, não é mesmo?

 

Podemos dizer, então, que o principal benefício para o negócio com o envio automatizado das atualizações do pedido é ganho de tempo e agilidade nos procedimentos relacionados à venda.

Também o cliente é beneficiado com a economia de tempo! Afinal, em vez de ter que entrar na loja virtual ou em sua caixa de e-mail, localizar o pedido e monitorar o trânsito, ele receberá as atualizações a cada nova movimentação do pacote.

As notificações chegarão até ele via e-mail, SMS ou mensagem de WhatsApp. Assim, ele acompanhará as novidades de maneira prática em seus principais meios de contato. 

Como enviar rastreio de pedido pelo WhatsApp com o Saiu Pra Entrega

O Saiu Pra Entrega envia notificações sobre o rastreio de maneira nativa por 2 canais: e-mail e SMS.

Se você quiser enviar as mensagens sobre a entrega via WhatsApp, será necessário utilizar outra plataforma: o Notificações Inteligentes.

Assim, integrando os serviços do Saiu Pra Entrega e Notificações Inteligentes, você conseguirá automatizar o envio do rastreamento das suas vendas também pelo WhatsApp.

Além desta funcionalidade, o Notificações Inteligentes oferece diversas outras automatizações que agilizam a rotina do seu negócio online – como lembrador de boletos e atualizações sobre o pedido.

Uma vez contratados estes serviços, basta realizar a integração com as plataformas de e-commerce, com as transportadoras e outras ferramentas digitais que você utilize.

Então, realize as configurações necessárias para o envio automático das mensagens por WhatsApp e, pronto! Sua loja virtual estará preparada para notificar automaticamente os clientes sobre as atualizações no rastreio do seu pedido, via WhatsApp. 

Assim, se você quer agilizar a rotina do seu negócio, atender às expectativas do seus clientes e do mercado, fornecer informações aos compradores de maneira ágil e prática, precisa conhecer os planos do Saiu Pra Entrega.

Não perca mais tempo com envios individuais dos códigos de rastreio! Veja agora todos os benefícios do Saiu Pra Entrega.

WhatsApp Marketing: Veja Como Fazer e Quais Ferramentas Usar

Você sabia que 99% dos brasileiros que têm smartphone utilizam o WhatsApp? A popularidade do aplicativo de mensagens é uma porta de entrada importantíssima para os negócios – e, portanto, uma excelente ferramenta de Marketing.

Mas, para ter sucesso com a captação e retenção de novos contatos, leads e clientes pelo app, você precisa conhecer algumas estratégias, técnicas e ferramentas específicas.

Ao utilizar adequadamente o aplicativo, você tem chances reais de gerar relacionamentos e conexões mais profundas com as pessoas. Dessa forma, pode potencializar a venda dos seus produtos e/ou serviços de forma dinâmica pelo WhatsApp.

Pensando nisso, reunimos as melhores dicas e ferramentas para que você tenha sucesso na implementação de estratégias de Marketing ao utilizar o WhatsApp no seu negócio.

Acompanhe com a gente e descubra tudo sobre WhatsApp Marketing!

WhatsApp Marketing – o que é

WhatsApp Marketing é um termo que define as estratégias de Marketing direcionadas para o uso do aplicativo mensageiro.

Mas, não trata-se de um tema totalmente novo. Estamos falando de conceitos, técnicas e ferramentas do Marketing sendo aplicadas na utilização do WhatsApp.

Como você sabe, o WhatsApp é um aplicativo de envio e recebimento de mensagens de maneira totalmente online. Por ele, também podemos enviar e receber fotos, vídeos, áudios e diversos outros conteúdos.

Em 2018, a empresa lançou o WhatsApp Business com funções inéditas voltadas para empresas, negócios e profissionais. Assim, foram acrescentadas funcionalidades como catálogo de produtos e serviços, envio de mensagens automáticas e horário de funcionamento.

Então, se você tem uma empresa ou quer fazer qualquer tipo de venda pelo app, deve usar a versão Business, está bem? Inclusive, se você fizer negociações profissionais pelo aplicativo pessoal, sua conta poderá ser banida do WhatsApp. 

Assim, sempre use o WhatsApp Business para fazer negócios pelo app.

Você já deve conhecer essas informações sobre a ferramenta, certo?

Mas, e sobre Marketing? 

Apesar de o termo ser tão falado, é necessário revisar seus conceitos principais para a gente prosseguir.

Marketing é o estudo dos mercados em que seu negócio está inserido. Então, analisam-se os clientes, concorrentes, fornecedores e todos os outros elementos que possam interferir na empresa. 

Mais do que apenas estudar o comportamento, pontos fortes e fracos, oportunidades e ameaças, a pesquisa serve para pensar em soluções que tragam sucesso para o negócio.

Juntando as duas informações, podemos dizer que o WhatsApp Marketing é a elaboração de estratégias que fortaleçam o posicionamento da empresa no mercado usando o aplicativo.

Antes de prosseguirmos, lançamos uma pergunta: como você acha que seu negócio pode melhorar utilizando o mensageiro?

Veja, a seguir, informações que podem te ajudar a responder a questão.

Estratégias de WhatsApp Marketing 

Vamos falar sobre maneiras efetivas de aplicar o WhatsApp Marketing em seu negócio. Curioso para saber como colocá-lo em prática? Então, acompanhe!

1 – Conheça seu público-alvo

Para quem você pretende vender? Você sabe quem são essas pessoas? O que elas esperam do seu produto ou serviço? 

Além de conhecer o público-alvo, você precisa entender como ele se relaciona com o aplicativo para, então, criar estratégias efetivas de venda.

Seu cliente pode, por exemplo, recusar o recebimento de áudios ou ligações de voz. Nesse sentido, é importante traçar um perfil do público e seu comportamento no WhatsApp.

2 – Trace objetivos

Agora, o que você espera realizar com o uso do mensageiro? Para algumas empresas, ele pode ser um excelente canal de atendimento para responder os clientes. Para outras, pode funcionar como mais um canal de vendas.

Portanto, saiba exatamente o seu objetivo ao utilizar o WhatsApp como ferramenta de Marketing para, assim, seguir para a próxima etapa.

3 – Defina as estratégias do plano de Marketing

Sabendo quais são suas expectativas com o aplicativo, você deve elaborar estratégias para a sua utilização.

Podemos entender um plano estratégico de Marketing como um roteiro de viagem: você tem o destino, as rotas possíveis, recursos, tempo e precisa definir como vai chegar do seu local atual até o destino.

Com o planejamento de Marketing é o mesmo. Assim, você precisa pensar em maneiras que levarão a empresa da sua atual posição para àquela desejada. Isso é pensar estrategicamente!

4 – Coloque em prática

Nesse ponto, você conhece seu público-alvo, seu objetivo e maneiras para alcançar os resultados esperados. Então, comece os trabalhos e observe a resposta dos usuários.

Uma empresa que usa o app como canal de atendimento pode, por exemplo, ter como objetivo reduzir o tempo de resposta.

Para isso, ela pode mapear as principais perguntas recebidas. Em seguida, criará um banco de respostas que poderá ser acessado facilmente pela sua equipe, agilizando o atendimento.

5 – Analise os resultados

Depois de tudo isso, monitore os resultados encontrados. Crie métricas que possam ser acompanhadas – ou seja, indicadores ou números que possam ser analisados.

Esteja sempre atento ao que dá certo e ao que dá errado para replicar ou corrigir tarefas e funções.

3 Dicas e Ações de WhatsApp Marketing

Como você viu, o WhatsApp Marketing é um processo contínuo que exige estudo e prática. Então, é necessário ser cuidadoso na elaboração de boas estratégias ao utilizar o aplicativo de mensagens.

Para facilitar o processo, trouxemos algumas ações que otimizam o uso estratégico do WhatsApp no seu negócio e trazem melhores resultados para ele. Confira:

Tenha uma excelente comunicação

A comunicação no WhatsApp precisa ser adequada ao seu público-alvo. Assim, pense na linguagem que deve utilizar, no tom de voz e no conteúdo a ser enviado.

Além disso, analise os melhores horários e tipos de materiais que podem ser de interesse do seu público.

Uma dica de ouro é deixar o atendimento online o mais humanizado possível, dentro das expectativas do seu lead ou cliente.

Seja mais do que apenas “comercial”

Existem marcas que utilizam os meios de comunicação somente para divulgar novos produtos ou serviços. Esse tipo de abordagem é ultrapassada e, em muitos casos, intolerada pelo público-alvo.

Pense bem: você, como usuário comum do WhatsApp, bem provavelmente não quer receber uma enxurrada de mensagens que mais parecem um encarte de supermercado, não é mesmo?

Assim, tenha um comportamento agradável e positivo com os seus leads e clientes no WhatsApp. Além de produtos e serviços, envie promoções, cupons e descontos mas, também, puxe conversas e fale sobre temas que sejam agradáveis a seu público. 

Se você comercializa um produto de moda, por exemplo, traga novas tendências da estação.

Caso a sua venda seja um infoproduto de investimentos, você pode enviar informações atualizadas diariamente – como a cotação de moedas estrangeiras, índices financeiros e outros.

Automatize funções

Muitas funcionalidades do app já podem ser automatizadas – ou seja, enviadas sem que você precise manipulá-las em tempo real.

Uma delas é o envio de mensagens automáticas de ausência. Para usar a funcionalidade, é necessário estabelecer horários de funcionamento da empresa no WhatsApp.

Em seguida, elabore mensagens que serão enviadas automaticamente aos usuários que entrarem em contato com a empresa fora deste horário definido.

Outra opção são as mensagens automáticas de saudação. Assim, sempre que uma pessoa enviar a sua primeira mensagem para seu número ou entrar em contato após 14 dias de inatividade, a ferramenta responde de forma automática com a mensagem previamente elaborada.

 

Ferramentas Poderosas para usar no WhatsApp Marketing

Percebe o quanto você já evoluiu sobre o WhatsApp Marketing até aqui? Falamos sobre os conceitos, sobre como criar estratégias e demos dicas práticas para que você execute o estudo dos mercados em seu negócio.

Como você pode perceber, chegar até este ponto requer bastante análise dos clientes e outros stakeholders, além das funcionalidades do aplicativo.

Mas, a prática pode ser simplificada se você utilizar ferramentas que agilizem diversas tarefas do app. Com apenas algumas configurações, é possível facilitar o dia a dia do atendimento e das vendas realizadas por intermédio do mensageiro.

Quer saber quais são essas ferramentas? Separamos, a seguir, detalhes sobre o uso do Notificações Inteligentes, Grupos Inteligentes e Saiu Pra Entrega como facilitadores das suas estratégias de Marketing no WhatsApp.

Notificações Inteligentes

O Notificações Inteligentes é um recurso extraordinário para quem faz vendas de produtos, serviços e infoprodutos utilizando o WhatsApp.

Podendo ser integrado a mais de 30 plataformas – como WooCommerce, Shopify, Mercado Livre e Monetizze – o Notificações Inteligentes permite que sejam enviadas mensagens automáticas para seus contatos.

Confira situações em que o sistema envia automaticamente mensagens para os seus clientes: 

  • Abandono de carrinho
  • Vencimento de boletos
  • Compras aprovadas
  • Rastreamento de pacote

 

Além disso, o Notificações Inteligentes tem funções como atendimento múltiplo e sincronização dos leads com a agenda do Google, facilitando a rotina da sua empresa.

Com o sistema, você pode quadruplicar o desempenho da equipe de atendimento, aumentar em 80% a conversão dos boletos e, é claro, ter clientes muito mais satisfeitos.

Grupos Inteligentes

Se você utiliza grupos no WhatsApp para se comunicar com seu público-alvo, precisa conhecer as funcionalidades e facilidades do Grupos Inteligentes

O sistema, após ser configurado, faz a distribuição dos novos leads e contatos de acordo com a sua predefinição.

Dessa forma, todos os novos interessados serão direcionados adequadamente para grupos que tenham vagas disponíveis.

Caso não existam lugares para esses contatos, você pode configurar o sistema para alocar essas pessoas a páginas específicas.

Assim, o Grupos Inteligentes proporciona maior autonomia na hora de distribuir os novos membros, permitindo que sejam direcionados corretamente aos grupos de WhatsApp do seu negócio.

Saiu Pra Entrega

Por fim, uma terceira ferramenta extremamente útil para quem faz envios de mercadorias por Correios ou outras transportadoras é o Saiu Pra Entrega.

De forma automática, o sistema envia mensagens por WhatsApp, SMS e e-mail aos clientes informando sobre a movimentação dos pacotes despachados.

Com uma configuração simplificada, o Saiu Pra Entrega é integrado a diversas plataformas de e-commerce, de transportadoras e outras ferramentas virtuais.

WooCommerce, Shopify, Simplo 7, Kapsula, Correios, Jadlog, Yampi e Convertpack são apenas alguns exemplos de sistemas com os quais o Saiu Pra Entrega pode fazer integração.

Em seguida – e conforme as configurações realizadas – será possível enviar mensagens aos clientes de maneira automatizada sobre o rastreamento de suas compras.

A ferramenta agiliza – e muito! – a tarefa rotineira da sua equipe de atendimento.

Assim, seus colaboradores podem focar em atividades que agreguem mais à empresa e seus clientes ficam satisfeitos por conseguirem acompanhar os movimentos do produto comprado.

Como aprender mais sobre WhatsApp Marketing

Vamos retomar alguns pontos que levantamos até aqui?

O Marketing é uma extensa e profunda análise do mercado em que sua empresa está inserida e, entre tantos outros meios, pode utilizar o WhatsApp como ferramenta de comunicação.

O aplicativo é massivamente usado no Brasil e, portanto, torna-se uma imprescindível forma de criar e estreitar laços com seu público-alvo.

Vimos, ainda, que essa relação precisa de pesquisa e empenho para que possa se desenvolver de forma natural e saudável.

Portanto, estudar o público-alvo e a maneira como ele se conecta no WhatsApp é fundamental para qualquer organização que deseja ter bons resultados com o uso do app.

Mas, além disso, é preciso ter claros os objetivos de negócio e, então, definir estratégias para o seu alcance. Feito isso, é colocar a mão na massa e analisar criteriosamente os resultados encontrados.

Você viu, ainda, que é preciso ter uma comunicação efetiva e humanizada ao utilizar o aplicativo, atraindo e retendo a atenção do seu público. 

Conferiu, também, que as automatizações podem ser um verdadeiro trunfo de agilidade e produtividade para a sua equipe de atendimento.

Apresentamos poderosas ferramentas para facilitar seu WhatsApp Marketing, que são:

  1. Notificações Inteligentes
  2. Grupos Inteligentes
  3. Saiu Pra Entrega

 

Mas, você pensa que acabou por aí? Está enganado! O WhatsApp Marketing é recheado de conceitos, estratégias e táticas que vão aperfeiçoar seu posicionamento como negócio na internet.

Assim, para se manter bem posicionado no mercado, fazer bons atendimentos e boas vendas utilizando o aplicativo, você precisa aprofundar seus conhecimentos no tema.

Quer saber como aperfeiçoar suas técnicas de Marketing para o WhatsApp? Então, fique atento às novidades

Estamos preparando um completo e exclusivo curso sobre WhatsApp Marketing.

Se você tem interesse, entre, agora mesmo, para a nossa selecionada lista de espera. Aguardamos por você!

Como enviar mensagem de cobrança pelo WhatsApp e aumentar as vendas + templates

Talvez uma das etapas mais complexas do pós-vendas seja encarar a inadimplência de alguns clientes, certo? 

Depois de todo o trabalho que você e sua equipe tiveram para atrair o contato e convertê-lo em um comprador da marca, o resultado financeiro não vem.

Nesse momento, além da frustração e do caixa em aberto, fica a dor de cabeça para correr atrás do prejuízo.

Seu cliente pode ter tido algum problema pontual com as finanças, um imprevisto financeiro ou pode, simplesmente, ter esquecido de pagar o boleto. E isso não quer dizer que ele não vai mais comprar do seu negócio.

Por isso, cobrar o inadimplente sendo cuidadoso, criterioso e respeitoso é a chave de sucesso para que sua empresa possa receber o valor devido.

Uma das maneiras de colocar isto em prática é enviar mensagem de cobrança pelo WhatsApp. Ao utilizar o aplicativo, você terá um local interessante para realizar suas tentativas de resgate das contas em aberto.

Pensando nisso, elaboramos este guia completo para que você cobre dos seus clientes os pagamentos em atraso e consiga melhorar os resultados do seu negócio.

Além de práticas e dicas de sucesso, você ainda terá acesso a modelos assertivos para fazer a cobrança via WhatsApp. Acompanhe e confira!

Mensagem de cobrança: o que é e como enviar

A gente sabe o quanto a inadimplência é frustrante para os negócios. Mas, antes de começar a cobrar os clientes em atraso, você precisa saber que existe uma legislação que trata sobre a cobrança.

O Código de Defesa do Consumidor (CDC) tem uma seção especialmente dedicada a essa tarefa. Em seu artigo 42, o CDC trata sobre o seguinte:

 

Na cobrança de débitos, o consumidor inadimplente não será exposto a ridículo, nem será submetido a qualquer tipo de constrangimento ou ameaça.

 

Ou seja, nada de se exaltar com quem está em atraso com o pagamento, nem de expor a situação do cliente a outras pessoas, certo?

Inclusive, a cobrança feita de maneira abusiva pode resultar em prisão do cobrador e pagamento de multa se ela ocorrer nestes termos:

 

Art. 71. Utilizar, na cobrança de dívidas, de ameaça, coação, constrangimento físico ou moral, afirmações falsas incorretas ou enganosas ou de qualquer outro procedimento que exponha o consumidor, injustificadamente, a ridículo ou interfira com seu trabalho, descanso ou lazer:

Pena: Detenção de três meses a um ano e multa.

 

Por isso, tenha bastante cuidado ao elaborar e enviar suas mensagens de cobrança pelo WhatsApp, está bem?

A seguir, você vai conferir boas práticas para cobrar os inadimplentes da sua empresa utilizando o aplicativo.

Como fazer uma boa cobrança

O timing e a escolha das palavras certas podem ser decisivos na hora de fazer a cobrança aos que estão com dívidas em aberto.

Como você viu, a legislação que assegura os direitos dos consumidores é categórica quanto à maneira como as empresas devem se comportar com os inadimplentes.

Portanto, você precisa fazer as notificações no tempo certo de modo firme e seguro, ao mesmo tempo em que mantém o profissionalismo.

Veja, então, dicas sobre como fazer uma boa cobrança aos clientes devedores.

1 – Tenha um cronograma de cobrança

Você sabia que, após 1 único dia de atraso, já é possível inserir o nome do inadimplente em cadastros como o Serasa e SPC?

Apesar de permitida, a prática tão rápida não é uma boa alternativa do ponto de vista do relacionamento com o cliente.

Mas, você deve criar um cronograma com datas e procedimentos para a cobrança. No geral, as empresas começam a enviar notificações sobre a dívida após 15 ou 30 dias do vencimento.

Então, você pode fazer um calendário, como este exemplo:

 

Atraso de pagamento

Procedimento

15 dias

Envio de mensagem pelo WhatsApp

20 dias

Envio de mensagem e e-mail

30 dias

Ligação

45 dias

Notificação de cadastramento de inadimplentes

60 dias

Cadastro no Serasa

 

De acordo com o perfil da sua clientela, histórico de compras e de atrasos, estipule um cronograma que seja interessante para seu negócio.

2 – Elabore mensagens profissionais e assertivas

Agora que você já tem o calendário, é hora de passar o recado para o inadimplente. É claro que ninguém gosta de ser cobrado, certo?

Por isso, você precisa criar uma comunicação clara, assertiva e profissional que possa trazer o melhor resultado financeiro.

O primeiro passo é lembrar ao cliente do pagamento em atraso. Seja gentil e tente entender o motivo dele, como neste exemplo:

 

Olá, Henrique, tudo bem? Nosso sistema não detectou o pagamento referente ao pedido de nº 125, com vencimento para o dia XX/YY/20ZZ. Você precisa do código de barras do boleto? 

 

Em seguida, após a resposta do cliente, tente identificar o motivo do atraso e apresente soluções práticas. Depois da primeira notificação, você pode encaminhar a conversa para algo nesses moldes: 

 

Henrique, como vai? Precisa de um novo prazo para o pagamento do pedido de nº 125? Podemos enviar um novo boleto, sem acréscimos, com vencimento para daqui 5 dias.

 

3 – Esteja aberto à negociação

É claro que entendemos que um volume alto de inadimplência pode ter um grande impacto no seu caixa. Mas, tente ser flexível com os devedores, buscando maneiras de receber o valor em aberto.

Você pode, por exemplo:

  • Parcelar a dívida
  • Estender o prazo de pagamento
  • Alterar as próximas datas de vencimento

 

Um atraso recorrente, às vezes, é apenas o reflexo do desencontro entre o recebimento do salário do seu cliente e do dia de pagamento.

 

Oi, Márcio, tudo bem? Observamos que seus pagamentos vêm ocorrendo por volta do dia 15 do mês. O vencimento do seu plano, no entanto, é no dia 10. Gostaria de trocar a data de vencimento da sua assinatura do dia 10 para o dia 15?

 

Então, esteja aberto a entender as razões que levam à inadimplência entre os compradores e encontre soluções que sejam interessantes para os dois lados.

Como fazer mensagem de cobrança – dicas práticas para seu negócio receber mais

Agora que você já tem as primeiras informações para elaborar uma cobrança profissional, veja dicas objetivas para elaborar mensagens assertivas e enviá-las aos inadimplentes:

1 – Informe corretamente os dados do devedor

De acordo com o Código de Defesa do Consumidor, os documentos de cobrança devem ter os seguintes dados sobre o inadimplente:

  • Nome
  • Endereço
  • CPF ou CNPJ

 

Então, como garantia de que as mensagens serão consideradas legais, coloque estes dados sobre o devedor na mensagem:

 

Olá, Ana Paula, como vai?
Detectamos um atraso no seu pagamento referente à assinatura do plano Master, cadastrado em seu CPF 111.222.333-44. 

Prefere que seja enviado um novo boleto para o seu endereço Rua das Margaridas, nº 120, Bairro Novo, São Paulo?   

 

De preferência, também coloque outras informações relevantes, como número do pedido ou assinatura, forma de pagamento selecionada, data da compra e outras.

2 – Proponha soluções alcançáveis

Tanto melhor para você quanto para o cliente que esta dívida seja logo eliminada, certo? Por isso, ao fazer a cobrança, busque um ponto de equilíbrio entre o que é seu direito de receber e o que é dever do inadimplente pagar.

Nenhuma empresa vende com a expectativa de ficar no prejuízo, certo? Mas, da mesma maneira, boa parte dos compradores pretende honrar seus créditos.

De acordo com pesquisas recentes do Serasa Experian, os principais motivos para o endividamento do brasileiro são:

  1. Aumento do desemprego
  2. Diminuição da renda média familiar
  3. Compras para terceiros
  4. Ausência de educação financeira
  5. Falta de controle nos gastos
  6. Atrasos de salários
  7. Enfermidades

 

Ou seja, causas externas são, na maioria das vezes, a razão para as dívidas.

 

Olá, Marcos, 

Nossos sistemas ainda não detectaram o pagamento do boleto que venceu há 15 dias. Como observamos em seu histórico, este atraso nunca aconteceu antes. Está tudo bem? 

Se precisar, entre em contato com nossa central de atendimento para, juntos, resolvermos esta situação.

 

Dessa forma, busque entender com o seu cliente o que ocasionou o atraso e, então, negociem maneiras realistas para resolverem o pagamento.

3 – Trate o inadimplente como o cliente que ele é 

Lembre-se desta frase: um inadimplente já foi seu cliente. E ele ainda pode ser um bom comprador quando conseguir quitar sua dívida!

Como a gente viu, as causas para a inadimplência podem ser incontroláveis para o devedor. Por isso, utilize este momento como um pós-venda para fortalecer a confiança que ele tem no seu negócio.

4 – Envie lembretes

Uma ação simples e que pode ter um efeito enorme nos recebimentos da sua empresa é evitar a inadimplência lembrando ao seu cliente sobre os pagamentos.

É muito comum, por exemplo, que as pessoas esqueçam de pagar boletos. O comprador faz o pedido, escolhe o boleto como modalidade para pagar a compra, mas acaba se esquecendo de pagar o documento no dia combinado.

Então, uma tarefa que pode ser muito efetiva é criar um sistema de envios de mensagens notificando o comprador sobre as datas. Por exemplo:

 

Oi, Juliana, tudo bem?

O boleto do pedido de nº 1598/21 vence amanhã. A fim de facilitar o pagamento, você pode acessar o código do boleto clicando neste link. 

Depois que o pagamento for localizado em nosso sistema, seu pedido será enviado, está bem?

 

Você pode criar um calendário para fazer o lembrete sobre os vencimentos, como este modelo:

Lembrete de vencimento

Procedimento

01 dia antes do vencimento do boleto

Enviar e-mail

No dia do vencimento do boleto

Enviar mensagem por WhatsApp

 

Então, estude o comportamento do seu cliente e crie as melhores maneiras para cobrá-los e diminuir seus índices de inadimplência.

5 – Automatize o envio de mensagens

Você conferiu todas as etapas para a criação de um sistema profissional e efetivo de cobrança, certo?

Mas, com o grande volume de transações que acontecem todos os dias no seu negócio, controlar manualmente esta comunicação não é tarefa simples.

Pensa em quanto tempo você e sua equipe vão levar conferindo um a um os pedidos, datas de vencimento, pagamentos e atrasos.

Certamente, você tem um controle sobre suas vendas e recebimentos, não é verdade? Mas, para ter uma central de cobrança efetiva, a automatização do envio de mensagens pode ser uma grande aliada.

Então, você apenas cria os procedimentos internos e as mensagens. A parte operacional do envio, no entanto, é feita totalmente por sistemas integrados a sua plataforma de vendas.

Sempre que um novo pedido for feito e o pagamento não for detectado, a plataforma enviará uma mensagem, via WhatsApp, para o cliente em atraso. Isso acontece sem a necessidade de qualquer intervenção humana.

Assim, você consegue economizar o seu tempo e o de sua equipe, focando nas tarefas da empresa que realmente dão resultado. 

Parece super interessante, não é mesmo? Pois saiba que o Notificações Inteligentes oferece esta solução que a sua empresa precisa para ter recebimentos em dia.

Saiba como o Notificações Inteligentes pode ajudar você e o seu negócio a enviar mensagens de cobrança pelo WhatsApp.

Como fazer cobrança por WhatsApp usando o Notificações Inteligentes

Agora, você já sabe como cobrar inadimplentes com profissionalismo e assertividade. Então, trouxemos detalhes sobre como o Notificações Inteligentes vai agilizar seu atendimento de cobrança.

Nosso sistema é capaz de se integrar a mais de 30 plataformas de vendas online, como Mercado Livre, Woocommerce, Monetizze e Eduzz. 

Dessa forma, você contrata um dos planos do Notificações Inteligentes e, em seguida, integra seu negócio ao nosso sistema. Então, a cada novo pedido realizado por seu cliente, conseguimos identificar o andamento das transações. 

Se ele escolher a modalidade de boleto, por exemplo, você pode optar por lembrá-lo sobre o pagamento. A funcionalidade “lembrador de boletos” envia notificações automáticas em 24 horas antes, no dia e 1 dia após o vencimento. 

O cliente em atraso, então, recebe uma mensagem diretamente em seu WhatsApp com o link para o boleto. Assim, as chances de inadimplência caem consideravelmente.

O lembrador de boletos é apenas uma das diversas funcionalidades que você tem à disposição do seu negócio no nosso sistema.

Para conhecer detalhes sobre mensagens automáticas, notificações sobre o pedido e sobre o rastreio das vendas, acesse agora mesmo o site do Notificações Inteligentes.

Converta carrinhos abandonados e boletos com o WhatsApp no dropshipping

Tudo parecia ir muito bem com o processo de vendas. Após um extenso trabalho de Marketing Digital e de divulgação, o visitante se tornou um lead de sucesso e passou a acessar a sua loja de dropshipping.

No entanto, depois de colocar um ou mais produtos no carrinho, ele simplesmente desistiu da compra. Ou, ainda, finalizou a operação, gerou um boleto e, no final das contas, não efetuou o pagamento.

A sensação é que, mesmo com toda a estrutura de Marketing e de Comercial, o resultado mais esperado não aconteceu: a conversão do lead em cliente. E isso, é claro, não é o que você espera no dropshipping, não é mesmo?

Você deve estar se perguntando o que pode ter ocorrido para que essas desistências acontecessem logo ali, na trave. 

Fato é que o mercado virtual no Brasil tem altos índices de abandono de carrinho e de boleto. De acordo com recente pesquisa da E-commerce Radar, a média de brasileiros que desistem da compra antes de fazer o pagamento é de 82%.

Mas, nem por isso, seu negócio de dropshipping precisa trabalhar com altas margens de abandono de carrinho ou de boletos, não é verdade?

Para isso, existe um método prático, barato e muito eficaz de converter os leads nesta etapa do funil de vendas: WhatsApp. Isso mesmo que você leu! 

Com o envio de notificações pelo WhatsApp diretamente para esses contatos, sua conversão de boletos pode aumentar em até 80%. 

Quer saber como converter carrinhos abandonados e boletos com o WhatsApp, no dropshipping? Então, acompanhe com a gente esta leitura!

Dicas para recuperar carrinho abandonado

Você sabe, na prática, o que é o carrinho abandonado. Ele ocorre quando o lead acumula itens no carrinho de compras da sua loja mas não faz o pagamento.

Agora, é preciso entender os motivos que levam ao abandono de carrinho. Ainda segundo a pesquisa da E-commerce Radar, as 5 principais razões para que os leads desistam da aquisição são:

 

  1. Frete caro (53%)
  2. Obrigação de criar uma conta (31%)
  3. Checkout longo e complicado (23%)
  4. Impossibilidade de checar o valor total da compra antes do checkout (20%)
  5. Falta de confiança no site (17%)

 

O preço da entrega é o mais recorrente. Mas, perceba que os demais motivos estão relacionados à usabilidade do site e à estrutura de venda. Ou seja, você tem como facilitar o processo para seu lead, sem mexer em custos.

Então, as dicas para que seu carrinho tenha mais sucesso em conversão são:

  1. Ofereça alternativas ao custo do frete
  2. Facilite a finalização da compra, com poucas etapas e solicitação de dados
  3. Seja mais assertivo na sua oferta de valor a fim de convencer o lead nesta etapa da compra

 

Diante disso, é fundamental que você entenda quais são as motivações dos leads para saber como aplicar adequadamente a melhor solução. 

Dicas para converter boleto 

Da mesma maneira que acontece com o carrinho de compras, a emissão do boleto pode ser um verdadeiro escape para os leads.

De acordo com o mesmo estudo da E-commerce Radar, entre a lojas virtuais analisadas:

  • 34% das vendas realizadas foram finalizadas com o boleto como forma de pagamento
  • 49% deles foram pagos

Isto é, menos da metade dos boletos gerados foram realmente convertidos.

Insegurança com a compra e esquecimento do boleto são alguns dos motivos mais comuns para a não conversão deste método de pagamento.

Então, você pode seguir estas dicas para recuperar o boleto abandonado:

  1. Ofereça vantagens pelo pagamento com o boleto, como descontos.
  2. Utilize copy que oriente o cliente sobre a dinâmica do pagamento deste método.
    De modo diferente de outros modelos – como cartão de crédito e carteiras digitais, por exemplo – o boleto precisa ser finalizado fora da sua plataforma.
    Então, reforce que ele deve cumprir todas as etapas para receber o produto.
  3. Simples e muito efetivo: lembre ao cliente que ele deve pagar o boleto

Como aumentar a conversão de vendas com WhatsApp

A gente nem precisa mencionar que o WhatsApp está entre os aplicativos mais baixados e usados do mundo, há anos, não é mesmo?

O volumoso número de usuários atraiu a atenção de empresas, que viram no app mensageiro uma ótima oportunidade para fazer mais vendas.

Com a criação do WhatsApp Web e WhatsApp Business, tudo ficou ainda mais fácil e organizado para que os negócios pudessem manter contato com os prospects e clientes.

Assim, o aplicativo acabou se tornando uma importante ferramenta para aumentar também a conversão de carrinhos abandonados e boletos não pagos.

Com o envio da mensagem certa, na hora certa, o abandono da compra pode cair significativamente, trazendo um incremento real no resultado do seu negócio de dropshipping.

Mas, com tantas tarefas, atendimentos e compromissos do dia a dia da empresa, fica difícil imaginar acompanhar e enviar mensagem, um a um, aos desistentes, não é mesmo?

Foi pensando nisso que surgiu o Notificações Inteligentes. Com uma poderosa plataforma automatizada e altamente personalizável, você faz o envio de notificações com assertividade e excelentes resultados para seu negócio.

A seguir, você confere, etapa por etapa, como o Notificações Inteligentes vai dinamizar seu atendimento e converter carrinhos e boletos abandonados.

Confira!

Como recuperar carrinho abandonado pelo WhatsApp com o Notificações Inteligentes

Agora, vamos à parte prática da conversão de carrinho com o WhatsApp. 

A gente viu, lá em cima, que o frete caro é o que mais impede que as aquisições sejam efetivadas. Mas, a burocracia para finalizar a compra é a campeã dos impedimentos para a finalização da operação.

Então, você pode agir por duas frentes na hora de resgatar o carrinho abandonado:

  • Oferecer um frete mais vantajoso
  • Facilitar a transação para o cliente

Ambas as soluções passam por uma comunicação certeira com o lead que abandona o carrinho. Nesse sentido, você pode fazer o disparo de mensagens automáticas sempre que perceber a desistência.

No Notificações Inteligentes, você conta com a funcionalidade de envio de mensagens automáticas especialmente desenvolvidas para carrinhos abandonados. 

Assim, sempre que o nosso sistema perceber a desistência da compra, fará o disparo de uma mensagem, via WhatsApp, para o comprador desistente.

Isso acontece graças à total integração que o Notificações Inteligentes tem com mais de 30 plataformas de e-commerce, infoprodutos e dropshipping. 

Dessa forma, você tem a possibilidade de criar uma copy assertiva e que acerte, em cheio, os motivos que fizeram seu lead desistir da compra.

Então, capriche na elaboração do seu texto e veja, a seguir, como fazer o envio de mensagens automáticas e personalizadas, via WhatsApp, para aumentar a conversão do carrinho abandonado. 

Mensagem automática de Carrinho Abandonado

Vamos tomar como exemplo o WooCommerce, ok? Mas, você pode ver detalhadamente a configuração e o funcionamento das mensagens automáticas de carrinho abandonado para diferentes plataformas no Manual do Notificações Inteligentes.

O WooCommerce Cart Abandonment Recovery é um plugin que tem o objetivo de rastrear as desistências de compra, após a seleção dos produtos na loja.

Então, ao fazer a integração do WooCommerce Cart Abandonment Recovery ao Notificações Inteligentes, nosso sistema será informado sempre que houver algum carrinho abandonado em seu e-commerce.

Você pode personalizar a mensagem, fortalecendo o poder da persuasão da sua comunicação. Por isso, pense estrategicamente nas razões que podem ter impedido a compra pelo seu lead e utilize toda a força do convencimento em mensagens que vendem. Olha só o exemplo abaixo:

Para configurar a integração do WooCommerce Cart Abandonment Recovery, por exemplo, é simples.

Basta:

  1. Localizar a seção “Cart Abandonment”, no plugin instalado no WooCommerce
  2. Clicar em “Settings”
  3. Em seguida, marcar as opções:
    1. Em Enable Tracking: “Start capturing abandoned carts”
    2. Em Disable Tracking For: “Administrator”, “Shop Manager” e “Store Vendor”
  4. Em “Webhook Settings”, colocar o link criado pelo Notificações Inteligentes para a sua conta
  5. Logo depois, marcar a opção “Enable Webhook”
  6. Por fim, salvar as alterações

Em apenas 6 passos simples e rápidos, você faz a integração da plataforma ao Notificações Inteligentes e já está pronto para disparar mensagens, de forma automática, para o WhatsApp dos compradores desistentes.

Dessa maneira, a sua chance de recuperar os carrinhos abandonados é muito maior!

Como aumentar conversão de boleto pelo WhatsApp com o Notificações Inteligentes

O Notificações Inteligentes também tem uma excelente funcionalidade para melhorar o resultado de suas conversões de vendas: lembrador de boletos!

Como falamos, mais da metade dos compradores que escolhem o boleto para pagar simplesmente não efetuam o pagamento e, assim, diminuem as suas vendas reais.

Então, depois que seu negócio conseguiu vencer todas as barreiras até a finalização da venda, o lead desiste de pagar ou, ainda, esquece de fazer o pagamento.

Portanto, você tem chances reais de aumentar a conversão de vendas do seu e-commerce através do lembrador de boleto.

Ele é uma ferramenta muito útil que envia mensagens automaticamente para os compradores a fim de dar aquela lembrada sobre o vencimento do método de pagamento.

Depois de tudo devidamente configurado, o Notificações Inteligentes envia mensagem para o comprador:

  • Um dia antes do vencimento do boleto
  • No dia do vencimento do boleto
  • Um dia após o vencimento do boleto

 

Ou seja, ele será lembrado em 3 momentos importantes a fim de reforçar a necessidade do pagamento.

Você deve estar se perguntando:

Se o cliente pagar o boleto no dia do vencimento, ele receberá mensagem ainda depois do pagamento ter sido efetuado?

Graças ao nosso poderoso recurso chamado “Caminho Feliz”, esse equívoco não acontece. Assim que o pagamento é confirmado no sistema, todas as mensagens posteriores do “lembrador de boletos” são pausadas.

Estratégia campeã: oferecendo um bônus

Você ainda pode incrementar sua taxa de conversão de boletos utilizando o gatilho da reciprocidade. Para isso, você pode escolher um bônus para oferecer ao cliente caso ele pague o boleto em determinado prazo. Veja só a aplicação real:

Para confirmar o ganho do bônus, você ainda pode solicitar o comprovante e confrontar com o horário da compra. Assim, o cliente começa a considerar a possível perda, caso não pague, e vai considerar o pagamento mais importante, já que ganhará algo em troca.

Configurando o Lembrador de boleto

Vamos pegar o exemplo da Yampi, plataforma de e-commerce, está bem? Ela permite que você envie mensagens automáticas para os compradores que escolheram o boleto como forma de pagamento. Os disparos acontecem nesta sequência:

  • Boleto expira hoje
  • Boleto expira amanhã
  • Boleto expirou (um dia após o vencimento)

 

Para isso, será necessário integrar a loja virtual Yampi ao sistema de disparo do Notificações Inteligentes.

A configuração acontece desta maneira:

  1. Localize a seção “Webhooks” no sistema da Yampi
  2. Clique em “+ Novo webhook”
  3. Em seguida, insira: “nome” e “URL” (fornecida pelo Notificações Inteligentes)
  4. Em “Eventos”, selecionar: 
    1. Pedido criado
    2. Pedido atualizado
    3. Notificações de carrinho abandonado
    4. Pedido aprovado
  5. Por fim, salvar as alterações

 

Viu como é simples e rápido? Em pouquíssimas etapas, você consegue fazer a integração da sua loja virtual ao Notificações Inteligentes

Então, é só criar aquela copy certeira para fisgar de vez o comprador que escolheu o boleto.

Vale uma observação importante: cada plataforma tem sua configuração específica, ok? Então, dá uma olhada nos detalhes de cada sistema, que a gente explica de forma clara e detalhada para você no Manual do Notificações Inteligentes.

Aumente suas taxas de conversão no dropshipping com o Notificações Inteligentes

Você viu que existe um grande volume de desistências na finalização da compra. Por isso, é fundamental para o seu negócio resolver a questão dos carrinhos abandonados e dos boletos não pagos.

O envio de mensagem por WhatsApp diretamente para o comprador desistente tem se mostrado uma solução eficaz. E quem diz isso são os próprios usuários do Notificações Inteligentes.

Tendo a experiência de mais de mil clientes atendidos só no Brasil, trouxemos alguns dados interessantes para apresentar a você. 

Com o disparo de mensagens via Notificações Inteligentes:

  • Lojas aumentaram em 80% a conversão dos boletos
  • Lojas quadruplicaram o desempenho da equipe de atendimento

O resultado é: as vendas aumentam, o retorno aparece, seus colaboradores têm tempo para focar no que realmente precisam e, por fim, o cliente fica satisfeito. Ou seja, todos saem ganhando!

Com um excelente custo-benefício, você aumenta a efetividade das transações, desafoga a sua equipe de atendimento e tem melhores resultados no negócio. E tudo isso acontece de forma 100% automatizada.

Então, se você quer aumentar a efetividade das vendas do seu negócio de dropshipping, agora sabe que pode contar com uma ferramenta poderosa!

Com envios automáticos e simplificados, o atendimento da sua empresa é feito de forma assertiva, precisa e com excelentes retornos.

Assim, conte com o Notificações Inteligentes para aumentar a taxa de conversão dos carrinhos abandonados e dos boletos não pagos.


Conheça, agora mesmo, todos os serviços, funcionalidades, integrações e planos do Notificações Inteligentes.

Como Fazer um funil de pós-vendas por WhatsApp, E-mail e SMS de forma automática

Você conseguiu vencer todas as etapas da negociação e, após a transação ser concluída pelo seu cliente, começa uma nova fase do seu comercial: o funil de pós-venda.

Afinal, não basta apenas vender, não é mesmo? Com uma clientela cada vez mais exigente, é preciso entregar um “algo a mais” a quem compra seu produto, infoproduto ou serviço.

Por isso, pensar estrategicamente a etapa do pós-venda é fundamental. Neste momento, você tem a chance de resolver qualquer problema que possa ter ocorrido com a venda.

Além disso, tem a possibilidade de encantar e fidelizar sua clientela, realizando futuras vendas para ela – o que é ótimo, não é mesmo?

Portanto, elaborar um funil de pós-venda é uma tarefa muito importante para seu negócio.

Mas, com o aumento das vendas, realizar as etapas manualmente pode ser algo trabalhoso e muito difícil. Além da própria atividade demandar muito tempo e atenção, fica complicado acompanhar todos os fluxos do processo de forma manual.

Dessa forma, automatizar o funil de pós-venda é uma excelente solução para quem quer se comunicar com qualidade e eficiência com os clientes.

O fluxo automatizado, ainda, pode ter um custo-benefício muito melhor se comparado aos métodos tradicionais de atendimento.

Pensando nisso, elaboramos um guia completo para que você saiba como fazer um funil efetivo e prático em meios digitais – como WhatsApp, e-mail e SMS.

Confira, a seguir, tudo o que precisa saber para montar seu funil de pós-venda e conquistar, de vez, os seus clientes.

O que é funil de pós-venda

Funil de pós-venda é uma poderosa ferramenta que tem o objetivo de cativar o cliente já conquistado. Através de uma comunicação eficiente, a empresa mantém contato com o comprador identificando suas novas demandas para atendê-las mais a frente.

Como você deve saber, o processo de vendas pode ser dividido, de maneira simples, em 3 etapas:

  1. Pré-venda
  2. Venda
  3. Pós-venda

Na pré-venda, a equipe comercial realiza todo o trabalho de identificação do cliente. Então, ela encontra as necessidades e desejos da clientela, buscando as melhores soluções para atendê-la.

Na venda propriamente dita, o setor é responsável por apresentar a solução da empresa para o comprador, efetivando a transação. Ou seja, é o momento da entrega de valor para a clientela.

Já o pós-venda é a etapa em que a empresa mantém contato com seu cliente a fim de antecipar problemas e resoluções. Além disso, esse é um ótimo momento para ter um retorno sobre o processo de vendas do negócio e do produto e/ou serviço vendido.

Nesse sentido, o funil de pós-venda é uma ferramenta que facilita a realização destes procedimentos após a transação comercial. Por ele, algumas atividades serão padronizadas e, assim, o atendimento após a venda é facilitado.

Apesar de ser tão importante, essa é uma das etapas comerciais mais negligenciadas. Afinal, muita gente pensa: “Já fiz a venda! Agora, é partir para o próximo cliente”.

No entanto, não é assim que um negócio de sucesso deve lidar com seus compradores.

Por isso, desenvolver e utilizar um funil de pós-venda é fundamental para empresas que desejam reter seus clientes por mais tempo.

Veja os motivos, a seguir.

A importância do funil de pós-venda

Você já deve ouvido a seguinte frase:

“Conquistar um novo cliente custa de 5 a 7 vezes mais do que manter um atual”.

A afirmação foi feita por Philip Kotler, consultor norte-americano, considerado um dos pais do Marketing como o conhecemos hoje.

É claro que o custo de novos clientes para seu negócio pode ser diferente da proporção apresentada por Kotler. Mas, o ponto a que queremos chegar é o seguinte: manter os clientes atuais é muito mais barato!

Além disso, fazer a manutenção desse relacionamento pode ser realmente lucrativo e proveitoso para seu negócio.

Pense com a gente: a pessoa já comprou da sua empresa, dando esse grande voto de confiança ao seu produto/serviço. Ou seja, todas as resistências iniciais foram quebradas! Agora, basta que você reative no cliente o desejo de fazer novas compras.

Por isso, o funil de pós-venda é tão importante! Ele gera confiança e estreita as relações da sua clientela com o negócio.

Então, elaborar e colocar em prática o funil de pós-venda é uma excelente estratégia para:

  • Reduzir reclamações
  • Receber feedbacks sobre processos, serviços, produtos e o negócio, como um todo
  • Aproximar-se do cliente
  • Fazer novas ofertas
  • Fidelizar seu cliente 
  • Fechar novas vendas

Agora, saiba quais são as etapas desta poderosa ferramenta comercial.

Etapas do Funil de pós-venda

Se você já ouviu falar em funil de vendas, deve ter visto termos como: topo, meio e funil. Nele, existe um volume maior de clientes no topo, que vão se afunilando e diminuindo passando pelo meio e fundo de funil. Neste processo, existem as etapas de percepção, descoberta e compra.

No entanto, a dinâmica do funil de pós-venda é outra. Ao contrário do seu colega mais famoso, na pós-venda, a ideia é “abrir o funil”. Ou seja, no funil de pós-venda, o topo é mais estreito e a base é mais larga.

Mas, o que isso quer dizer? Isto significa que a ideia é fazer com que mais e mais clientes tornem-se defensores reais da marca ao longo do tempo.

Veja as 4 etapas do funil de pós-venda:

1 – Adoção

Mostre ao cliente que ele não foi “abandonado” logo após realizar a compra. Reforce os laços com a empresa, fazendo-se ser lembrado.

2 – Retenção

Identifique pontos de atrito e tente solucioná-los o quanto antes e da melhor maneira. Nesta fase, reforce os elos entre o cliente e o negócio.

3 – Expansão

Tudo certo até aqui, seu cliente estará realmente satisfeito com a compra realizada. Então, entenda quais podem ser suas novas demandas e faça ofertas à altura.

4 – Defesa

Pronto! Seu cliente tornou-se um defensor da marca. Agora, ele já está tão realizado com a compra que começa a fazer o famoso “boca a boca” da sua empresa.

Como fazer um funil automático de pós-vendas

Na prática, montar todo esse procedimento pode ser uma tarefa trabalhosa. Mais do que isso, realizá-la cliente a cliente demanda tempo, atenção e muita dedicação, não é mesmo?

Por isso, automatizar o funil de pós-venda é uma das tarefas mais urgentes e práticas de negócios que desejam atender a sua clientela com eficácia.

Pensando nisso, o Notificações Inteligentes foi criado para automatizar o envio de mensagens.

Assim, basta que você configure o disparo no sistema do Notificações Inteligentes e, então, o seu funil de pós-vendas estará automatizado.

Quer saber como fazer a configuração para envio automático de mensagens para seus clientes, durante o pós-venda? Então, confira:

1 – Crie uma conta no Notificações Inteligentes

Para que você possa utilizar todas as funcionalidades do sistema, é necessário criar uma conta no Notificações Inteligentes.

Existem planos diferentes para diferentes necessidades. E é tudo rápido e simples!

2 – Crie uma loja no sistema

Em seguida, você deverá criar uma loja dentro do Notificações Inteligentes.

Se você já tem um e-commerce em plataformas como WooCommerce, Shopify ou Kapsula, por exemplo, basta seguir o passo a passo para cada um destes sistemas.

Assim, você vai fazer a integração da sua loja virtual com o sistema do Notificações Inteligentes.

3 – Conecte a loja à instância

Neste momento, depois de integrar a loja virtual ao sistema, você deve integrá-la à instância.

Instância é, basicamente, o número de WhatsApp do seu negócio. Então, se você tem 3 números de atendimento, por exemplo, terá 3 instâncias na plataforma.

No Notificações Inteligentes, você deverá fazer a conexão entre o e-commerce e a instância da marca.

4 – Configure os disparos e mensagens

Agora, começa a parte prática do funil automático de pós-venda. No Notificações Inteligentes, você tem acesso às seguintes funcionalidades:

Boa parte das funções é personalizável e você pode fazer o envio de mensagens de acordo com suas estratégias de pós-venda.

Por isso, elabore cuidadosamente sua copy e faça um atendimento encantador!

5 – Acompanhe e analise os resultados

Não basta apenas fazer o envio de mensagens de forma automática. É preciso acompanhar os resultados e analisá-los.

Então, verifique como tem sido a taxa de resposta, como os clientes têm reagido às mensagens e se o atendimento tem surtido os efeitos esperados.

Assim, sempre fique de olho nas suas estratégias de pós-venda, com foco na retenção dos clientes.

Exemplo de funil automático de pós-venda automático

Vamos ver como o funil de pós-venda pode funcionar, na prática? Confira, a seguir, exemplos de atendimento realizado de forma automática por WhatsApp, E-mail e SMS.

Funil de pós-vendas por WhatsApp

A Magazine Luiza é uma gigante do comércio virtual. Suas estratégias de Marketing e Vendas são famosas – e não é por menos. A marca presta um serviço de excelência em diferentes canais e, é claro, tudo de forma automatizada.

Mas não é por ser um disparo automático que ele tem um aspecto robotizado. Longe disso! A Magalu é um claro exemplo da marca sobre como tornar seu atendimento humanizado.

Seguindo esta linha, a Magazine Luiza envia mensagens de acompanhamento da entrega, via WhatsApp, para o cliente.

Veja um exemplo de atendimento humanizado da marca em disparos de funil de pós-venda:

Funil de pós-vendas por E-mail

Da mesma maneira que a Magazine Luiza faz envios personalizados para o WhatsApp do cliente, ela também dispara e-mails de funil de pós-venda.

Além de informar sobre o andamento do pedido, a marca aproveita o momento para se certificar de que está tudo indo bem com a entrega.

É um estágio para antecipar problemas e garantir que tudo possa ser resolvido antes mesmo de se tornar uma problemática maior.

Funil de pós-vendas por SMS

Com o grande volume de mensagens e e-mails que recebemos todos os dias, o SMS pode ser uma estratégia interessante para o funil de pós-vendas. Então, você pode replicar suas táticas com as mensagens de texto.

É importante adaptar a linguagem para este canal. Nele, mensagens mais curtas e objetivas podem ter melhor resultado. Mas isso, é claro, vai depender da sua estratégia de comunicação, está bem?

Veja este exemplo de SMS de funil de pós-venda:

Notificações Inteligentes: a melhor plataforma para funil automático de pós-vendas

Como você pode ver por aqui, o funil de pós-venda é uma estratégia comercial que tem por objetivo fidelizar o cliente

Isso é feito através de uma comunicação eficiente com o comprador depois que a transação foi finalizada. Então, a empresa comunica todo o processo de emissão do pedido até a entrega ser efetivada.

Mais do que isso, é realizado um atendimento cuidadoso a fim de antecipar problemas e suas soluções. Dessa maneira, seu negócio pode resolver qualquer ruído e estreitar a relação com a clientela.

Ao fim do funil, a ideia é que o cliente se torne um verdadeiro defensor da marca, realizando novas compras e indicando a empresa para outras pessoas.

Para que a estratégia de pós-venda possa ser realizada de maneira prática, efetiva e rápida, você precisa de um sistema de automatização confiável e fácil de usar.

Então, você pode contar com o Notificações Inteligentes para fazer um funil de vendas automático de maneira simples e eficaz.

Com diversas funcionalidades personalizáveis, você faz o disparo de mensagens para seus clientes com rapidez. Além disso, pode configurar diversas etapas tornando a comunicação humanizada, clara e assertiva.

Conheça os planos do Notificações Inteligentes e saiba como sua empresa pode realizar atendimentos com muito mais eficácia, rapidez e ótimos resultados em novas vendas.

Descubra como o Notificações Inteligentes pode melhorar o seu atendimento virtual com o melhor custo-benefício do mercado.

Saia na frente e implemente no seu negócio o Notificações Inteligentes.